Umoe Bioenergy

Umoe Bioenergy

A Umoe Bioenergy é uma empresa que busca estar sempre alinhada com as mudanças da Nossa Sociedade. Nos dias atuais um dos maiores anseios globais é migrar de uma economia baseada em combustíveis fósseis, para uma baseada em fontes de energia renováveis e que têm emissões de carbono mais baixas.

Com este objetivo Umoe Bioenergy escolheu, no Pontal do Paranapanema do Estado de São Paulo, o município de Sandovalina para então dar início à sua contribuição neste processo de transição para uma economia de baixo carbono e assim estabeleceu a sua primeira unidade industrial produtora de Etanol.

Atualmente a Umoe possui um ambiente de produção de aproximadamente 44 mil hectares de terras cultivadas com a cana-de-açúcar e por estar sempre alinhada com as boas práticas setoriais e os mais recentes avanços tecnológicos, a empresa desde 2013 tem sua área de colheita 100% mecanizada.

Na área industrial a empresa dispõe de uma planta com capacidade de moagem de 2,8 milhões de toneladas de cana, 230.000 m³ de etanol e 60 megawatts por hora de energia elétrica. Com estes produtos a Umoe Bioenergy materializa o seu compromisso de contribuir com a sustentabilidade do Nosso Planeta e das Futuras Gerações fornecendo hoje a Energia de que necessitarão para construir nosso futuro em comum.

Outro compromisso da empresa é a promoção do desenvolvimento econômico regional que se materializa por ter em sua equipe cerca de 1.300 colaboradores distribuídos entre os municípios da microrregião de Sandovalina. Toda esta população vive e, em conjunto com a empresa, estimula a economia regional ao demandarem serviços e produtos locais.

Com toda esta sinergia a Umoe Bioenergy, atuando localmente, visa dar sua contribuição no combate ao processo de aquecimento global. Compartilhando desta que é uma preocupação global, a Empresa vem buscando tornar os combustíveis renováveis cada dia mais acessíveis, contribuindo com o fornecimento de energias de baixo carbono e implantando centenas de hectares de recomposição florestal. Tudo isto contribuindo para a sustentabilidade do desenvolvimento da economia regional.